sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Nossa quanta emoção

Pessoal essa é minha primeira postagem
Nem sei ao certo qual será a finalidade deste blog
O objetivo principal é meio que mostrar o que anda passando nessa minha cabeça (meio grande por sinal) um bocado das minhas viagens e suas pertinências num universo que permite que cada coisa seja única por ser infinito.



Achei que nada melhor seria do que esse site que acabei encontrando http://www.haltadefinizione.com/en/cenacolo/look.asp nele há disponivel a pintura A ultima Ceia de Leonardo da Vinci são 16 bilhões de pixels, com isso você pode ver detalhes da pintura. Tente olha lá por alguns minutos em silêncio e você se sente tomado por um sentimento de equilíbrio, harmonia (confesso que fiquei um tanto quanto emocionado ao reparar na obra) e majestade, símbolos e signos combinados numa simetria perfeita onde todo converge para o rosto sereno de Jesus que ocupa o centro do quadro ele acaba de anunciar que um dos apóstolos o trairá, mas sua fisionomia não expressa medo, raiva ou angustia, como se já não fizesse parte deste mundo. Os apóstolos cada um se perguntando se seria ele o traidor estão divididos simetricamente seis de cada lado, divididos em quatro tríades, ou grupo de três contrastando com a serenidade de Cristo seus corpos se agitam, como se houvesse uma corrente elétrica percorrendo toda a cena de uma ponta a outra, no cenário as portas e janelas acentuam o equilíbrio.

Comentário de Leonardo:
"Aqui, em 12 figuras completas, é apresentada a cosmografia do microcosmo, na mesma ordem que Ptolomeu aplicou à sua cosmografia. E, assim, eu dividi aquela em membros, como ele dividiu esta, em seu todo, em províncias. E vou mostrar as ações de cada parte em todos os aspectos, anotando todas as formas e capacidades do indivíduo, através de seus gestos e localização. Agrade ao nosso Criador que eu represente a natureza do homem e seus costumes através da representação de cada figura".

Pode-se afirmar, com segurança, que nenhuma fisionomia, nenhum gesto é fortuito na Última Ceia. Tudo obedece a um propósito longamente meditado. Cada apóstolo está numa relação de polaridade com aquele que ocupa posição simétrica à sua. Assim, o gesto expansivo de Mateus (o terceiro da direita para a esquerda) encontra sua contrapartida na postura receptiva de André (o terceiro da esquerda para a direita). E a indiscutível sinceridade estampada na fisionomia de Felipe (o quarto da direita para a esquerda) contrasta com o mundo de intenções ocultas, mal dissimulado nas feições de Judas (cujo corpo recuado faz com que seu rosto ocupe, no lugar de Pedro, a quarta posição da esquerda para a direita).

Há inclusive uma lenda que diz que a mesma pessoa que serviu de modelo para Cristo serviu para Judas também... mas essa é uma outra historia.

2 comentários:

Camila disse...

Eee que bonitinhu o tavares fazendo blog agora.....
adorei a fotoque vc colocou tavares....ela simplismente deixa a gente num estado de paz mesmo.....é gostoso ficar olhando pra ela né
tá ai um coisa legal rs!
eeeiii cabeçudinho vc é gente fina viu rs
beijosss

Flá disse...

Graaaaaaande TioZé!!!!
Começou muito bem, amigo. Ver e rever um gênio como o Da Vinci (e sua obra) é necessário! Nós aqui, engatinhando e o cara, há 400 anos atrás, já estava anos-luz a frente!